Laqueadura X Vasectomia: quem leva essa?

10 de set de 2014


Laqueadura X Vasectomia


Ontem conversei com uma pessoa que tem 1 filho de 7 anos, sofreu 1 aborto e perdeu 1 bebê com 5 meses, não consigo imaginar o sofrimento que essa pobre mãe passou. Ela está grávida e disse que vai fazer cesárea, porque já teve outra cesárea, e já vai aproveitar pra fazer laqueadura.

Bom, começando pelo "vou fazer cesárea, porque já tive outra cesárea", esse é um mito, e evidências científicas demonstram que mesmo após uma cesárea o parto normal é mais seguro e mais indicado. Não é minha intenção falar sobre mitos nesse post, mas em suma, é além de possível, mais seguro, fazer um parto normal após uma cesárea que aconteceu há 7 anos do que uma nova cesárea. Outra questão problemática é que, a laqueadura seguida ao nascimento é proibida por lei aqui no Brasil.
Mas voltando à questão da laqueadura, eu perguntei à ela, "mas seu marido não faria vasectomia?" E ela respondeu: "Ele não quer fazer porque tem medo".





Isso me deixa realmente, absurdamente, indignada com a atitude dos homens. Porque sei que essa não é uma atitude isolada de uma pessoa aqui ou acolá...eu já vi isso acontecer milhares de vezes, com as mulheres das comunidades, com parentes, com amigas, essa é uma atitude geral dos homens na nossa cultura: 'a mulher é aquela que vai ter que aguentar o tranco".

Aqui no Brasil, em nossa cultura machista, a grande maioria dos homens pensa assim: "não quero fazer, estou com medo", "sei lá o quê isso pode causar no meu pênis", "não quero correr riscos" e por aí vai!
Mas não pensam na mulher? Na sua companheira? Não pensam que ela também tem medo? De ter que fazer uma cirurgia, 7 camadas cortadas, anestesia rack ou peridural com todos os seus efeitos colaterais, 40 dias de recuperação, risco de hemorragia, infecções, risco de morte etc etc?? 

Os tubos cortados ou amarrados, e tem também o lance das energias (pra quem acredita nisso) que devido a esse "bloqueio" as energias não fluirão mais naturalmente no corpo da mulher. A mulher e seus medos não importam? Ela não tem escolha?
A vasectomia é uma pequena cirurgia, com anestesia local, 2 pequenos cortes dos 2 lados do saco escrotal, no DIA SEGUINTE o homem já está recuperado e andando e fazendo o que tiver que fazer, a grande maioria já sai andando do hospital após a cirurgia e de quebra tira 5 dias de repouso. Essas foram as informações dadas pela assistente social em nossa entrevista sobre as 2 opções.

Nós mulheres somos quem tomamos anticoncepcional pela vida toda, lembrando que esses são hormônios sintéticos que afetam nosso humor, nossa libido, nosso apetite, enfim, que afetam nosso organismo de forma geral. Somos nós que carregamos o bebê por 9 meses na barriga, e eu sei que é maravilhoso, mas também é muito difícil, muitas de nós assim como eu, passamos por 13 (ou mais) longas semanas de enjôo e mal estar, e no fim também temos dificuldade de andar, ficamos inchadas, com dor de estômago, queimação... Somos nós que parimos, seja por parto normal ou por cesárea, e passamos todas as dores, seja do trabalho de parto ou da recuperação da cirurgia, somos nós que amamentamos por meses ou anos, e por consequência temos que acordar por várias vezes à noite durante tanto tempo.

É muito importante que as mulheres reconheçam toda sua dedicação e esforço e se empoderem. Porque não sabemos quando os homens irão reconhecer isso, e até mesmo quando irão recompensar nós mulheres por todas as dificuldades que passamos no processo reprodutivo.

Precisamos reconhecer nossos esforços e nossa luta como mulheres e mães, e dessa forma reconhecer nossa força, nos sentir confiantes e seguras pra exigir um reconhecimento por parte de nossos parceiros. A mudança deve se iniciar por nós mesmas, para chegar aos homens, que são nossos pais parceiros e filhos. 

Não é justo que, excluindo-se outras opções contraceptivas, e restando apenas a laqueadura e a vasectomia, o homem então faça a vasectomia?
Não seria o mínimo que os homens pudessem fazer por nós em consideração a tudo que nós mulheres passamos para garantir a reprodução da humanidade? 

Sinceramente espero que as mulheres e homens se informem cada vez mais e que os homens reconheçam sua responsabilidade tanto na reprodução como na contracepção, evitando assim, mais uma responsabilidade (e sofrimento) para as mulheres.

Eu imagino essa mulher, que além de tudo que citei também passou pela dor de suas perdas e com certeza teve mais dificuldade pra lidar com elas porque foi ela quem gerou, foi seu corpo que passou por uma transformação e por um trauma, e simplesmente não consigo entender a atitude de seu companheiro. Não consigo ver nesse homem onde está o carinho, o cuidado, a valorização de sua companheira, e a gratidão pelo que ela lhe proporcionou. Gostaria de acreditar que é somente falta de informação, que esse homem nunca teve a intenção de ser egoísta e ingrato.

Por esse motivo, estou escrevendo esse post, pra trocar algumas informações, pra questionar homens e mulheres sobre sua postura em relação à reprodução e à contracepção, que fica SEMPRE na responsabilidade das mulheres. Não é justo e espero que algumas mulheres se conscientizem dessa injustiça.

Informações:
Vasectomia ou Laqueadura? A laqueadura é uma cirurgia de maior porte, por ser intra abdominal, de maior custo por necessitar ser realizada em ambiente hospitalar e também na esfera emocional, a mulher aceita menos o fato de não poder ser mãe novamente, mesmo que naquele momento tenha decidido pelo procedimento. Não todas, mas muitas mulheres têm problemas emocionais neste aspecto a médio e em longo prazo.
A vasectomia é uma cirurgia simples, ambulatorial (não precisa de internação), feita com anestesia local, em que o paciente sai andando, necessitando de um repouso relativo por dois dias. O custo é menor e a recuperação é rápida. Muitas vezes pelo medo do homem e por preconceitos, a opção vai para a laqueadura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário